Anuncios

 

FECHAR <<=====

CLIQUE AQUI


Em Mateus 13.24-30, encontramos a Parábola do Trigo e do Joio. Conta a Bíblia que os próprios discípulos não compreendiam o significado dessa parábola e, por ser um grupo muito próximo do Mestre, pediram-lhe em particular que Ele interpretasse-a para eles, ao que Jesus os atendeu.

Nessa parábola, o Senhor está descrevendo o período da história cristã no mundo, começando pelo próprio Jesus e findando com o julgamento.

Os dois tipos de pessoas
O conteúdo desse ensino apresenta dois tipos de pessoas: os crentes verdadeiros, que na parábola o Senhor são chamados de trigo; e os imitadores dos crentes, que são chamados de joio.
O problema é que ambos podem estar no mesmo ambiente. Creio que o Senhor falou essa parábola no desejo de deixar bem patente a diferença entre o crente fiel e aquele que se diz crente.
Infelizmente, os homens são possuídos de informações muito diversas, alguns se infiltram entre nós por pura conveniência, outros por ignorância, e estão enganando a si mesmos, entretanto Jesus tira a máscara, mostra de uma forma bem clara quem são os verdadeiros crentes e os que apenas se misturam em nosso meio se dizendo crentes.

O joio é uma erva daninha, conhecida cientificamente como cizânia, e quando nasce a sua folha é muito parecida com a do trigo.
Com o crescimento de ambos, quando torna-se maduro o joio, ele frutifica e o fruto das duas plantas são diferentes.
Quando Jesus explicou o significado dessa parábola aos seus discípulos, disse que o semeador que semeia a boa semente é o Filho do Homem.

É interessante repararmos como a Bíblia possui uma linguagem rica. Na Parábola do Semeador, a semente representa a Palavra de Deus, e nesta parábola o semeador é o Filho do Homem. O que semeia a boa semente é o Filho do Homem, o campo é o mundo, o trigo são os filhos do Reino, o joio são os filhos do maligno, o inimigo que semeou o joio é o Diabo, a ceifa é o fim do mundo e os ceifeiros são os anjos.

Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo. O Filho do Homem ordenará aos seus anjos e eles colherão os que cometem iniquidade.
Conta Jesus que os servos da parábola ficaram intrigados e perguntaram ao seu senhor acerca da existência do joio, uma vez que ele havia plantado boa semente em seu campo. Então, o senhor respondeu-lhes que aquilo era uma artimanha do maligno e o Diabo só conseguiu realizar aquela obra porque alguém ofereceu oportunidade para tal.
O Senhor Jesus disse que os homens dormiram e, dessa forma, o adversário introduziu o joio. Vamos tirar deste ensino de Jesus algumas lições preciosas para nossa vida espiritual.

A boa semente caiu em nosso coração, mas o nosso inimigo não dorme, alguém pode se descuidar de sua vida espiritual e "cochilar", e, num pequeno descuido, o tentador pode "plantar" joio em nossa vida.
Jesus foi bem claro ao explicar que o Diabo plantou porque os homens dormiram e, quando nos voltamos para a Bíblia, começamos a perceber esse trabalho realizado pelo inimigo, que desde o princípio trabalha para destruir as obras de Deus e levar o homem para bem longe de seu Criador, mas o plano glorioso do amor de Deus tem alcançado milhões de vidas. E se o inimigo trabalha com o objetivo de trazer o joio, o Espírito Santo também trabalha colocando salvação, gozo, paz.


Por: PR. José Wellington Bezerra da Costa
Fonte: Jornal Mensageiro da Paz
Divulgação: Subsídios EBD

Blog: Subsídios ebd
A ferramenta de Pesquisas e Estudos dos Professores e Alunos da Palavra de Deus" (sub-ebd.blogspot.com.br). 
ATENÇÃO! Todos os artigos aqui postados podem ser reproduzidos, desde que a fonte seja citada com link para o site (sub-ebd.blogspot.com.br).


 
Top