Jesus é tema de filmes, músicas, livros, poesias, pinturas e teatros como ninguém. Sua história está traduzida em 2.935 línguas. Ele revelou seu poder sobre o reino das trevas, sobre Satanás e sobre o inferno (Mc 5.7-13); sobre as enfermidades e sobre a morte (Mt 10.8); sobre o pecado e sobre a natureza (Jo 8.46; Mt 8.26, 27).

  • Lições Bíblicas Juvenis

  • I – JESUS É O VERDADEIRO DEUS
    A Bíblia afirma textualmente e com todas as letras que Jesus é o verdadeiro Deus, o mesmo Deus Javé de Israel:
    O Filho é chamado “Deus Forte” (Is 9.6);  Javé, “Justiça Nossa” ou “O SENHOR, Justiça Nossa” (Jr 23.6); “e o Verbo era Deus” (Jo 1.1);  “Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu!” (Jo 20.28);  “e dos quais é Cristo, segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém” (Rm 9.5);  “Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus” (Fp 2.6); “enriquecidos da plenitude da inteligência, para conhecimento do mistério de Deus Cristo” (Cl 2.2); “Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade” (Cl 2.9); “Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo” (Tt 2.13); “Mas, do Filho diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos, cetro de equidade é o cetro de teu reino” (Hb 1.8); “Simão Pedro, servo e apóstolo de Jesus Cristo, aos que conosco alcançaram fé igualmente preciosa pela justiça do nosso Deus e Salvador Jesus Cristo” (2 Pe 1.1); “E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna” (1 Jo 5.20); “Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que transpassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém. Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o Todo-poderoso” (Ap 1.7, 8).

    II- JESUS AO LADO DE DEUS PAI
    As Escrituras mostram diversas vezes o Senhor Jesus ao lado do Pai, revelando assim a sua divindade:
    “Graça e paz de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo” (Rm 1.7); “todavia, para nós há um só Deus, o Pai, de quem é tudo e para quem nós vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós por ele” (1 Co 8.6); “Mando-te diante de Deus, que todas as coisas vivifica, e de Cristo Jesus, que diante de Pôncio Pilatos deu o testemunho de boa confissão” (1 Tm 6.13); “Conjuro-te, pois, diante de Deus e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu Reino” (2 Tm 4.1).

    1. Nomes e títulos divinos
    O Senhor Jesus possui os mesmos nomes e títulos divinos, como Javé dos Exércitos e Criador. Jesus é o mesmo Deus Javé dos Exércitos. “Quem é esse Rei da Glória? O SENHOR dos Exércitos, ele é o Rei da Glória” (Sl 24.10). Este salmo transcende um marco nacional. É um salmo profético que fala sobre o retorno de Cristo à sua glória, na sua ascensão. É o cântico dos anjos e a festa de recepção do Filho de Deus, pois Ele voltou vitorioso ao céu.

    O Novo Testamento chama Jesus de “o Senhor da Glória” (1 Co 2.8). As “portas” e “entradas eternas” (Sl 24.7) se referem às portas do céu que se abriram para receber o Rei dos reis, e isso se cumpriu em Atos 1.9-11. Isaías 6.3 diz que a terra está cheia da glória de Javé dos Exércitos; entretanto, o Novo Testamento diz que esse Javé é Jesus. Compare Isaías 6.3, 10 com João 12.40,41. O v. 40 é uma citação de Isaías 6.10, e o v. 41, de Isaías 6.3. Assim, a Bíblia ensina que Jesus é o Deus-Javé dos Exércitos.

    Jesus é o mesmo Javé. Jesus é chamado de Javé Justiça Nossa (Jr 23.5, 6).
    Os profetas Isaías e Malaquias profetizaram que João Batista seria aquele que viria ante a face de Javé (Is 40.3; Ml 3.1). Estas palavras foram citadas por Zacarias por ocasião do nascimento de João: “E tu, ó menino, serás chamado profeta do Altíssimo, porque hás de ir ante a face do Senhor, a preparar os seus caminhos” (Lc 1.76). Veja que o nome “Senhor” está no lugar de Javé, entretanto João Batista foi o precursor de Jesus (Lc 3.28).

    O profeta Ezequiel chama o Messias de Javé, Deus de Israel: “E disse-me o SENHOR: Esta porta estará fechada, não se abrirá; ninguém entrará por ela, porque o SENHOR Deus de Israel entrou por ela: por isso estará fechada” (Ez 44.2). Esta profecia começou a se cumprir quando Jesus entrou em Jerusalém. Montado num jumento, Ele caminhou no sentido do monte das Oliveiras ao centro da cidade, e passou pela Porta Oriental (Ne 3.29), atualmente a Porta Dourada, a única que dá acesso direto ao pátio do templo (Mc 11.11). Esta porta, que fica no lado oriental de Jerusalém, foi lacrada no ano de 1542 por ordem do sultão Suleiman II, o Magnífico, e permanece fechada até hoje. Quem é este Javé Deus de Israel que entrou por esta porta? É Jesus, o profeta de Nazaré.

    2. Sua divindade e igualdade com o Pai
    A Bíblia revela também a divindade de Jesus e a sua igualdade com o Pai nos seus atributos incomunicáveis.

    a) Sua eternidade
    Jesus é eterno; Ele existe desde a eternidade “e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade” (Mq 5.2); “Pai da Eternidade” (Is 9.6); “Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e eternamente” (Hb 13.8).

    b) Sua onipotência

    Ele mesmo declarou ser onipotente: “É me dado todo o poder no céu e na terra” (Mt 28.18); “Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o Todo-poderoso” (Ap 1.8).
    A Bíblia mostra que Jesus está “acima de todo o principado, e poder, e potestade, e domínio, e de todo o nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro” (Ef 1.21).

    c) Sua onipresença

    Jesus mesmo afirmou ser onipresente: “Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” (Mt 18.20) e mais: “Eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém” (Mt 28.20). Ele é onisciente, pois sabe todas as coisas: “Agora, conhecemos que sabes tudo e não precisas de que alguém te interrogue. Por isso, cremos que saíste de Deus” (Jo 16.30); “Senhor, tu sabes tudo” (Jo 21.17); em Cristo “estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência” (Cl 2.2, 3).
    d) Jesus criador
    Jesus é o Criador do céu e da terra: “Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez” (Jo 1.3); “porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele” (Cl 1.16).

    Além disso, Jesus transcende a criação; isso significa que ele é um ser à parte da criação, não participa dela: “E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele” (Cl 1.17).

    Fonte: A Razão de nossa fé
    Autor: Pr. Ezequias Soares
     
    Top