Para muitos crentes devotos, a religião desempenha um papel fundamental na influência de todos os aspectos da vida diária. Diferentes religiões podem ser encontradas em todo o mundo, embora as maiores religiões do mundo geralmente se encontrem em um dos dois principais subgrupos. Estas são as religiões abraâmicas (islamismo, cristianismo, judaísmo, bahá'í, etc.) e religiões indianas (hinduísmo, budismo, sikhismo, jainismo, etc.). Com base no Pew Research Institute e em outros bancos de dados demográficos internacionais, a seguir estão as religiões com mais seguidores e, posteriormente, a maior influência, no nosso mundo de hoje.

Religião
Números de Seguidores
1
 Caodaísmo (Cao Dai)
6,7 milhões
2
Muísmo
10 milhões
3
Judaísmo
13,9 milhões
4
Siquismo
28 milhões
5
Taoismo
93 milhões
6
Xintoísmo
104 milhões
7
Budismo
488 milhões
8
Hinduísmo
1 milhão
9
Islamismo
1,6 milhões
10
Cristianismo
2,22 milhões



1) Caodaísmo (Cao Dai)
É um sistema de crenças originário do Vietnã, que possui em torno de 6,7 milhões de seguidores e venera um “ser supremo” que não tem forma ou nome definido.
Foi fundada em 1926 por Ngo Van Chieu, que alegou ter recebido uma mensagem do “ser supremo”. Nela se encontram elementos de outras religiões como o islamismo, cristianismo, taoísmo, entre outras.
Os seguidores de Cao Dai, o “Grande Mestre para a Terceira Revolução Universal”, valorizam conceitos como justiça, amor, paz e tolerância.

2) Muísmo (que também é conhecido como Sinism, Shingyo ou xamanismo coreano)
É uma religião que tem sua concentração nas duas Coréias e está muito relaciona a história e tradições. Conta com 10 milhões de seguidores.
Ainda que suas origens datem a pré-história, recentemente ressurgiu tanto na Coréia do Sul quanto do Norte, onde estima-se que 16% da população siga esta crença.
Os muístas acreditam na existência de fantasmas, espíritos e deuses que habitam o mundo espiritual. Seus líderes são principalmente mulheres conhecidas como “Mudangs”. Elas ficam encarregadas de mediar a relação entre os seres humanos e os espíritos.

3) Judaísmo
Possui aproximadamente 13,9 milhões de seguidores em todo o mundo e sua origem data do século VIII a.C.
Existem três ramos diferentes dentro do judaísmo: o ortodoxo, o conservador e o de reforma. Todos possuem um sistema de crença comum, mas se diferenciam nas interpretações da escritura sagrada e em algumas práticas.
Os templos chamados sinagogas são pontos de encontro para socializar, celebrar e estudar a Torá, suas escrituras sagradas.

4) Siquismo
É uma religião com base nos ensinamentos do Guru Nanak e seus 10 sucessores. Possui quase 28 milhões de seguidores.
O mais relevante para os crentes do Siquismo são os princípios fundamentais “sewa” e “simran”, que priorizam o serviço à comunidade e a memória de Deus.
A maioria dos praticantes desta religião se encontram no norte da Índia e existem alguns grupos em países como Canadá, Estados Unidos, África do Sul, Austrália e Reino Unido.
5) Taoismo
Foi fundada na China há uns dois mil anos por um homem chamado Laozi, a quem é atribuído o livro sagrado Daodejing. Possui 93 milhões de crentes ao redor do mundo, e nela se valorizam práticas como o veganismo e o jejum.
A maior parte de seus seguidores se encontra em países asiáticos como China, Japão, Coréia do Sul e Vietnã. Está relacionada com crenças no oculto e no metafísico.

6) Xintoísmo
Tem sua base no Japão, país no qual 80% dos cidadãos possuem alguma conexão com a crença. Foi fundada no século XVIII e conta com 104 milhões de seguidores. Os fiéis do Xintoísmo acreditam na existência de muitos deuses e não é obrigado declarar lealdade à religião.
Como parte de suas práticas, destaca-se realizar, com regularidade, rituais de purificação com o objetivo de livrar seus seguidores do pecado, culpa, doenças e má sorte.

7) Budismo
Tem 488 milhões de fiéis em todo o mundo e foi fundada na Índia há 2.500 anos. É baseada nos ensinamentos de Buda e alguns de seus princípios básicos são: não a violência, pureza moral e comportamento ético.
Duas das práticas mais famosas no seu sistema de crenças são a meditação e a violência zero. O maior representante do budismo na terra é Tenzin Gyatso, conhecido como o vigésimo quarto Dalai Lama.

8) Hinduísmo
Possui mais de 1 milhão de seguidores em todo o mundo. A maioria deles reside em países asiáticos com o Nepal, Indonésia e Índia, onde estima-se que 80% da população seja praticante do Hinduísmo.
Não se sabe muito sobre a sua origem, pois aparentemente data de 4 mil anos atrás, mas é baseada na adoração de diversos deuses e no seguimento dos textos sagrados conhecidos como Vedas.
Algumas de suas práticas, como o Yoga e o estudo do sistema de chacras, que seria um complexo de pontos energéticos do corpo, se expandiram para o mundo todo.

9) Islamismo
Conta com 1,6 milhões de seguidores. O Islã começou em Meca no Sétimo Século. Os seguidores da religião acreditam que há somente Deus ( Allah ) cujas palavras foram escritas e se formaram no livro sagrado do Quar'an , que ainda serve como o texto espiritual central na fé. Uma das figuras históricas centrais para entender a tradição muçulmana é o Profeta Muhammad, que viveu de 570 a 632 dC. Os seguidores do Islã acreditam que este homem era o último profeta de Deus. A lei religiosa islâmica não só estabelece os Cinco Pilares do Islã, mas também impõe regras e regulamentos sobre quase todos os aspectos da vida de um seguidor. Existem duas grandes facções dos muçulmanos, a saber, os sunitas (o maior globalmente, incluindo - 80% de todos os muçulmanos) e os xiitas (15% de todos os muçulmanos), entre os Ibadi, Ahmadi e muitas outras denominações mais pequenas.

10) Cristianismo
É a maior religião em todo o mundo e conta com 2,22 milhões de praticantes.
O cristianismo começou há mais de dois mil anos e é uma fé baseada na vida e nos ensinamentos de Jesus Cristo. A partir de seus começos humildes como um subgrupo minúsculo evoluiu do judaísmo, o cristianismo cresceu para se tornar a religião mais popular do mundo, com seguidores a serem encontrados em todo o mundo. Os cristãos acreditam na existência de um Deus que enviou seu único filho, Jesus Cristo, para salvar a humanidade da iniquidade e do inferno. Os seguidores acreditam que o sacrifício de Cristo na cruz (Crucificação), a sua morte e a sua ressurreição foram todos realizados em serviço para a concessão de vida eterna e perdão a todos aqueles que aceitam Cristo como seu salvador pessoal. Mesmo em nossa sociedade moderna, o cristianismo desempenha um papel importante e poderoso, não só em termos de rituais religiosos, mas também em uma escala muito maior.

Fonte:
(Acesso em 07/08/2017)
Adaptação: Subsídios EBD

 
Top