{ FECHAR }

CLIQUE AQUI


Lição Bíblica de Adolescentes
Trimestre: 4° de 2017
Rev. Do Professor
Editora: CPAD
Reverberação: Subsídios EBD
Outras Lições: Acesse Aqui
TEXTO BÍBLICO
Hebreus 1.1; 1Pedro 1.22 - 25
Destaque
"Agora que vocês já se purificaram pela obediência à verdade e agora que já têm um amor sincero pelos irmãos na fé, amem uns aos outros com todas as forças e com um coração puro" (1Pedro 1.22).

LEITURA DEVOCIONAL
Seg. 2Tm 3.16
Ter. Hb 1.1
Qua. 2Pe 1.20,21
Qui. Gn 12.1-3
Sex. Is 7.14
Sáb. Jo 1.11,12
Dom. Mc 13.31
 
CLIQUE E LEIA TAMBÉM:
Objetivos
- Apontar para a atualidade da Bíblia;
- Mostrar que Deus sempre buscou falar de diversas maneiras-com o ser , humano;        
- Conscientizá-los da importância de ler e meditar fia Bíblia.
Quebrando a Rotina
Desenhe, em uma cartolina, um triângulo "e o divida em três partes: uma pequena no topo, uma média no meio e a maior na base. Escreva um título para o cartaz: a Revelação progressiva: Deus fala. Dentro da primeira-parte escreva: aos pais. Dentro da parte do meio, escreva: aos profetas e na base, escreva: ao Mundo.
Ao lado de cada parte do triângulo peça para a turma citar o nome de cada pessoa.com quem o:u por meio de quem Deus f alou:, aos pais: Adão, Eva, Noé, etc. Aos profetas: Moisés, Daniel, Isaías, Amos, etc! Ao mundo: Jesus.
Desta forma ficará visualmente fácil da turma; perceber como Deus foi se revelando progressivamente para um grupo cada vez maior de pessoas.

ESTUDANDO A BÍBLIA
Vivemos em uma época de profundo ceticismo e relativismo moral. Pessoas cultas e influentes afirmam que os ensinamentos e mandamentos da Bíblia foram escritos para outra época. É um discurso conveniente: se coloco em dúvida o livro sagrado que condena o pecado, então o pecado se torna não apenas permitido como até mesmo incentivado. Sexo fora do casamento, liberação das drogas, aborto e muitas outras coisas terríveis são travestidas de "liberdade individual". Será uma questão de tempo até que seus alunos também ouçam estas afirmações perniciosas, seja na escola, na rua ou mesmo nas redes sociais. A questão é: eles terão condições de não terem as suas convicções abaladas como também darem seu testemunho público de fé no Deus da Bíblia?
Nossa missão com esta lição é mostrar que Deus falou aos homens de diversas formas, mas a mensagem era sempre a mesma: sede santos porque Eu sou Santo.

Deus é uma pessoa. Isto você já sabe. Mas talvez não tenha percebido o que isto significa. Pessoas se relacionam com outras pessoas. Falam, ouvem, compartilham experiências, momentos e sentimentos. Pessoas mais experientes e maduras procuram orientar as mais jovens. Porém, muitas vezes, estas não querem ouvir, muito menos obedecer. Aí vem o conflito, o choque. Tem sido mais ou menos assim o nosso relacionamento com Deus. Assim como nós, Ele é uma pessoa. Mas é uma pessoa diferente, afinal, Ele é Deus! Um ser que é onipresente, onisciente e onipotente, mas que também é o criador de todo o universo e nosso Senhor. Mas, em seu infinito amor, Ele se importa conosco e quer se relacionar com agente. Nos ajudara vivermos uma vida boa, santa e próxima dEle. Mas quem disse que a gente quer isso? O pecado nos afastou tanto que rejeitamos o seu amor e a sua Lei. Mas Deus não desistiu de nós! Ao longo da história da humanidade, Ele tem falado conosco, para nos ajudar e nos mostrar que traçou um plano para nos reconciliar com Ele. E é isso que vamos estudar hoje: como Deus tem conversado diretamente com algumas pessoas, por meio dos profetas, e com o mundo todo por intermédio de seu filho Jesus. E a mensagem continua tão atual e necessária hoje como quando foi dita lá no passado, assim como os alertas de sua mãe. A propósito, você não ficou acordado até tarde ontem, ficou?
Deus falou aos primeiros homens

Desde o início, Deus falou diretamente conosco.

Quer ver?
Com Adão e Eva: Gn 2.16,17; Gn 3.9-13;
Com Caim: Gn 4.6,7;
Com Noé: Gn 6.13-21;
Com Abraão: Gn 12.1-3;
Com Moisés: Ex 3.4,5;
Vemos Deus ordenando (Gn 1.16,17 e Gn 12.1-3), perguntando (Gn 3.9-13), orientando (Gn 4.6,7) e alertando (Gn 6.13-21 e Êx 3.4,5). Isto nos mostra um Deus que é Senhor e cheio de autoridade, mas também que se importa e quer ajudar a sua criação.
*Dúvida! Então Deus falava com todas as pessoas?
Não, Deus falava com algumas pessoas e somente quando era necessário. Muitas vezes Deus escolhia pessoas específicas para uma determinada missão e as convocava pessoalmente, como fez com Noé, Abraão e Moisés. Ele falou com Noé, mas a Bíblia não registra que tenha falado com os filhos dele. Deu sonhos a José e também o dom de interpretá-los, mas nunca falou diretamente com ele. Outras vezes, Deus enviava um mensageiro, um anjo para revelar a sua vontade a alguém (Dn 10.4-7,11-13; Lc 1.26-33).
Mas havia vezes em que Deus tinha uma mensagem específica para alguém ou para uma nação inteira. Aí o método era outro.

AUXILIO BIBLIOLOGICO
"A história da transmissão e tradução da Bíblia é impressionante e confirma nossa confiança na Escritura. O povo de Israel, desde o princípio, considerava os primeiros livros da Bíblia como palavra inspirada de Deus, e foi cuidadoso em preservá-los. Escribas esforçavam-se em copiar o texto corretamente, mesmo contando as letras em cada linha, em cada página e em cada livro para se certificarem de que a letra do meio fosse a mesma do no original.
Assim a preservação do texto da Bíblia confirma nossa convicção de que a Escritura é a Palavra de Deus. O Senhor não apenas nos deu a sua Palavra, mas a tem conservado para que hoje também possamos ler a Bíblia e ouvir a voz de Deus" (RICHARDS, LAWRENCE 0. Guia do Leitor da Bíblia. Rio de janeiro: CPAD, 2005, p. 13).

Deus falou aos homens por meio dos profetas
Havia ocasiões em que Deus se utilizava de intermediários para falar com as pessoas, às vezes com a nação inteira. Estes intermediários são os profetas.
Entendi! São esses homens que previam o futuro, certo?
Não é bem por aí. A Bíblia diz que a profecia tem a função de edificar, exortar e consolar as pessoas (1 Co 14.3). Para cumprir esta função, muitas vezes Deus revelava o futuro. Já outras vezes, Deus alertava o povo que se não mudasse o seu mau comportamento, as consequências seriam muito ruins para eles.

Resumindo, os profetas do Antigo Testamento eram a voz de Deus falando corajosamente a uma geração (que muitas vezes não queria ouvir o que eles tinham para dizer), não apenas para predizer o futuro, mas principalmente, para corrigir os pecados e exigir do povo que vivesse de uma forma justa e santa.

Outra Dúvida! Por que o povo não queria ouvir os profetas?
Você tem um irmão ou uma irmã mais velha? Lembra daquela vez que seus pais saíram e você quis aproveitar para ficar na internet ou no videogame? Seu irmão ou irmã falaram: "Aí, é melhor você largar isso e arrumar seu quarto que o papai e a mamãe já vão chegar! To te avisando!" Você arrumou o quarto?

- Claro que não! Não é meu pai para mandar em mim!
Não é, mas estava dando o recado do que seus pais queriam que você fizesse. Com os profetas era a mesma coisa. O povo estava distante de Deus e os profetas lembravam ao povo o que Deus queria que fosse feito: justiça, Bondade, fidelidade, adoração. Mas o povo queria continuar na sua vidinha vazia e egoísta.

Na Bíblia temos diversos exemplos de profetas: profetas oradores como Nata, Elias e Eliseu que pregavam a mensagem profética, e profetas escritores, como Isaías, Jeremias, Ezequiel e Daniel que a escreviam.
Mas chegou o tempo em que Deus não falaria mais por profetas, mas sim pessoalmente.

AUXÍLIO TEOLÓGICO
"Profetas eram homens e mulheres, retirados de todos os caminhos da vida, a quem foi dada uma palavra especial de Deus para anunciar às suas próprias gerações (2Sm 24.11; 1Cr 17.3; 1Rs 12.22). Diferentes dos sacerdotes e reis, seu ofício não era hereditário. E, enquanto muitos foram chamados para ministrar como profetas pela vida (Is 6; Jr 1), outros serviram pouco tempo, cumpriram uma comissão específica e, então, voltaram a viver uma vida comum (Am 7.14-15). Cada um, entretanto, foi conduzido pela convicção de que havia sido comissionado por Deus para proclamar uma mensagem que era, de certo modo, a Palavra do Senhor' (Am 7.16)" (RICHARDS, Lawrence O. Guia do Leitor da Bíblia. Rio de Janeiro: CPAD, 2005, p.405).
 
Atualmente o Senhor tem falado por intermédio do seu Filho
Deus enviou o seu Filho, Jesus, não apenas para nascer e morrer por nós na cruz, mas também, para falar conosco, nos ensinar o seu Evangelho, anunciar a chegada do Reino de Deus. Este foi o maior acontecimento da História da humanidade: Deus no meio de nós!
*Show! Agora as pessoas iriam ouvir!
Bem, mais ou menos. Lembra o que está escrito lá no Evangelho de João? "Aquele que é a Palavra veio para o seu próprio país, mas o seu povo não o recebeu" (Jo 1.11).
Mas isso não foi o fim, ao contrário! Continue lendo: "Porém alguns creram nele e o receberam, e a estes ele deu o direito de se tornarem filhos de Deus (Jo 1.12)". Foi aí que nós, os gentios, ou seja, pessoas que não eram judeus de nascimento, nos tornamos filhos de Deus porque cremos nas palavras e na pessoa de Jesus como o unigénito Filho de Deus.

E Jesus continua a falar hoje para nós. Sua palavra não envelheceu, ao contrário, continua tão atual e necessária quanto no passado. Ele mesmo disse: "O céu e a terra desaparecerão, mas as minhas palavras ficarão para sempre" (Mc 13.31).

Como eu disse lá na lição 3, Jesus é o Filho de Deus, Ele é o Emanuel, o próprio Deus no meio de seu povo (Is 7.14). Você não acha que de tudo o que Deus disse, seja a algumas pessoas no passado ou por meio dos profetas, Ele não escolheu o que era de mais importante para dizer pessoalmente, em carne e osso?
Vai por mim, leia, medite e pratique cada ensinamento de Jesus registrado nos Evangelhos. Leia e medite também no que os primeiros cristãos entenderam destes ensinamentos e de como eles se harmonizavam com o que havia sido escrito antes na Lei e ntis Profetas.
OK. Onde eu encontro isso?
Ora, nas epístolas! Lá você vai encontrar as cartas de Paulo, Pedro, João e outros, orientando e tirando as dúvidas dos primeiros cristãos sobre como viver segundo os ensinamentos de nosso. Mestre e Senhor Jesus Cristo. E contigo mesmo!

AUXÍLIO TEOLÓGICO
"Nos dias do Antigo Testamento, Deus usou muitas abordagens para enviar suas mensagens ao povo. Ele falou com Isaías em visões (Isaías 6), com Jacó em um sonho (Gn 28.10-22), e com Abraão e Moisés pessoalmente (Gn 18; Ex 31.18). Os Judeus familiarizados com estas histórias não teriam considerado difícil acreditar que Deus ainda estava revelando sua vontade, mas para eles era surpreendente pensar que Deus revelou a si mesmo falando através de seu Filho, Jesus Cristo. Jesus é o cumprimento e a culminação da revelação de Deus através dos séculos. Quando o conhecemos, temos tudo o que precisamos para ser salvos dos nossos pecados e ter um relacionamento perfeito com Deus" (Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal. Rio de Janeiro: CPAD, 2008. p.1730).

Conclusão
Vivemos em uma época bem complicada. Pessoas cultas e influentes (e outras nem tanto) dizem por aí na TV, na internet e até nas salas de aula que os ensinamentos e mandamentos da Bíblia foram escritos para outra época. Falam isso porque nosso Livro Sagrado condena o pecado que nossa sociedade ama praticá-lo. Você está preparado para dar seu testemunho público de fé no Deus da Bíblia?
O objetivo desta lição é mostrar para você que Deus falou aos homens de diversas formas, diretamente a algumas pessoas, por sonhos, por visões, por profecias e por fim, por seu próprio Filho, Jesus. Mas a mensagem era sempre a mesma: "sede santos porque Eu sou Santo".
 
Recapitulando
Deus, em seu infinito amor, se importa conosco e quer se relacionar com a gente. Nos ajudar a vivermos uma vida boa, santa e próxima dEle. Ao longo da história da humanidade, Ele tem falado conosco, para nos mostrar que traçou um plano para nos reconciliar com Ele.
Deus falava com algumas pessoas e somente quando era necessário. Muitas vezes Deus escolhia pessoas específicas para uma determinada missão e as convocava pessoalmente, como fez com Noé, Abraão e Moisés.

Havia ocasiões em que Deus se utilizava de intermediários para falar com as pessoas, às vezes com a nação inteira. Estes intermediários são os profetas. A Bíblia diz que a profecia tinha a função de edificar, exortar e consolar as pessoas (1Co 14.3).
Resumindo, os profetas do Antigo Testamento eram a voz de Deus falando corajosamente a uma geração para corrigir os pecados e exigir do povo que vivesse de uma forma justa e santa.

Por fim, Deus enviou seu Filho, Jesus, não apenas para nascer e morrer por nós na cruz, mas também para falar conosco, nos ensinar o seu Evangelho, anunciar a chegada do Reino de Deus.
E Jesus continua a falar hoje para nós. Sua palavra não envelheceu, ao contrário, continua tão atual e necessária quanto no passado. Ele mesmo disse: "O céu e a terra desaparecerão, mas as minhas palavras ficarão para sempre" (Mc 13.31).
Refletindo
1. Você está disposto em ouvir a mensagem de Deus?
Resposta pessoal.
2. Crê que Jesus Cristo é a plena revelação de Deus hoje? Resposta pessoal.
3. Deseja dizer "sim" para essa maravilhosa de Deus?
Resposta

Fonte: Lições Bíblicas de Adolescentes – 4° trimestre de 2017, CPAD – Reverberação: Subsídios EBD


 
Top