{ FECHAR }

CLIQUE AQUI



Lição Bíblica de Adolescentes
Trimestre: 2° de 2018
Editora: CPAD
Revista do Professor
Reverberação: Subsídios EBD
Outras Lições: Acesse Aqui
TEXTO BÍBLICO
Provérbios 17.6; Salmos 119.63
Destaque
"EU sou amigo de todos os que te temem, de todos os que obedecem às tuas leis" (SI 119.63).
LEITURA DEVOCIONAL
SEG.................................................................Nm 6.22-27
TER.................................................................ÊX 20.12
QUA...............................................................1Sm 17.48-58
QUI.................................................................1Sm 18.1-6
SEX................................................................Jó 42.1-9
SÁB...............................................................Sl 56.1-13
DOM..............................................................Pv 27.9-10
Objetivos
- Demonstrar a amizade como presente de Deus;
- Refletir sobre a influência das amizades;
- Conscientizar a respeito da amizade com os nossos pais.

MATERIAL DIDÁTICO
Quadro branco, caneta para quadro e cartões com diversas situações que serão utilizadas na dinâmica.

QUEBRANDO A ROTINA
Leve para a turma cartões com algumas situações comuns da adolescência. Peça à ciasse que escolha uma situação de cada vez para desenvolver a dinâmica. No quadro, escreva o título "Conselhos" e divida o quadro em duas colunas. Em uma coluno escreva "Pais"; na outra, “Amigos”. Cada aluno deve escrever um conselho que os pais e os amigos dariam para cada situação. Ho finai, observe se os conselhos foram os mesmas e discuta o porquê dos conselhos e quais eles acham  melhor.
ESTUDANDO A BÍBLIA
Nessa fase da vida o adolescente relativiza o valor da família em busca de independência, sendo comum o afastamento dos pais e irmãos; e se identificando mais com colegas ou outras pessoas e objetos de admiração. Isto é um grande risco para a saúde espiritual do adolescente e deve ser encarado com muita seriedade.

Caro professor, nossos filhos passam por esse momento e nem sempre conseguimos nos colocar do outro lado da situação. A melhor mane ira de protegê-los é tornando-se amigo dos seus filhos, dedicando seu tempo e amor a eles. A vida moderna tem roubado nosso tempo com nossos filhos e isso é um dos grandes fatores que estão transformando negativamente essa geração. Que o Senhor nos dê sabedoria para administrar o tempo, pois, afinal, existe tempo para todas as coisas, mas infelizmente, e muitas vezes, não o usamos como convém.



Sim, é verdade, o que seria do mundo sem os nossos amigos? Um provérbio da Bíblia nos diz: "Assim como os perfumes alegram a vida, a amizade sincera dá ânimo para viver" (Pv 27.9). Mas mais importante que o nossos amigos, são os nossos pais e, por isso, devemos estar atentos aos conselhos deles, pois os nossos pais nos amam e a eles Deus confiou a responsabilidade de cuidar e de nos ensinar sobre ávida e os caminhos divinos (Pv 22.5).

A amizade é um presente de Deus
Ah, como é bom ter amigos. Esse mundo com suas dificuldades e conflitos se torna muito mais fácil de viver quando temos amigos verdadeiros. Como o provérbio acima nos ensina, os amigos nos dão muita força para caminhar na vida. Quem acha um bom amigo, acha um irmão (Pv 17.17). Já em nossa casa fomos presenteados com a nossa família para nas ajudar em todo tempo como amigos fiéis.

Uma realidade que vemos cada vez mais distante são os pais como amigos dos seus filhos. O dia a dia tem feito com que os filhos se distanciem cada vez mais dos pais, abrindo um terrível espaço a ser ocupado por pessoas indesejáveis, prontas para nos levar a um caminho de destruição, ao invés de um caminho bom. Cada vez mais adolescentes se distanciam dos seus pais fazendo-se amigo de pessoas que não possuem algum temor do Senhor, com discursos sutis e com palavras que queremos ouvir, se entregam aos desejos humanos sem nenhuma preocupação. E quando os pais percebem já é tarde, já não sabe se relacionar com o filho e isso se torna um processo autodestrutivo.

Você como adolescente cristão deve tornar sua relação de amizade com seus pais um canal de bênção para sua vida. Eles devem ser os seus melhores amigos, neles você pode confiar, sabendo que seus conselhos servirão para ajudá-lo. Além do mais, nossos pais possuem uma experiência de vida que é maior do que a nossa, eles já viveram muitas situações que nós nunca experimentamos; algumas das quais espero que você nunca experimente. Qual a última vez que você compartilhou alguma decisão importante com os seus pais?

AUXILIO TEOLÓGICO
Muitas das necessidades são satisfeitas e metas são atingidas no contexto das interações interpessoais. Isto é tão natural aos seres humanos que frequentemente nem é percebido. Os prazeres mais elevados vêm do compartilhamento. E no lado negativo, as decepções mais dolorosas e os problemas mais angustiantes surgem dos relacionamentos interpessoais, comunicação defeituosa e rejeição real ou percebida  - a não aceitação.

Da criação do mundo e do ser humano em Gn 1.1. Também notamos que o registro não mostra Deus preocupado com a companhia dos animais inferiores. Mas Ele disse que não era bom que a pessoa ficasse só. E isto apesar do fato de que Deus é todo-poderoso e poderia dar a Adão qualquer tipo de ajuda. Ele introduz o impressionante conceito de que Adão precisa de uma ajudante!', a amizade é uma das maneiras pelas quais a necessidade de relacionamento humano é suprida (PALMER, Michael D. Panorama do Pensamento Cristão. Rio de Janeiro: CPAD, 2012, p.208).


Conflito de gerações
Você pode pensar: "que careta, meu pai não sabe de nada". E verdade que o tempo em que os nossos pais foram adolescentes era bem diferente de hoje, não só no jeito de se vestir e pentear o cabelo, mas também em relação à oportunidade de se fazer coisas erradas e a dimensão da violência hoje espalhada por todos os cantos do nosso país; no tempo deles não era bem assim. A verdade é que os nossos pais podem nos ajudar muito a enxergar a vida ainda hoje e tomar as decisões mais adequadas. Por mais que sejamos espertos e inteligentes, a experiência de vida que só se ganha vivendo é de muita importância para entendermos a existência e principalmente tomar decisões carretas.

A diferença de tempo entre a geração dos nossos pais e a nossa também afeta muito a percepção das coisas, apesar da experiência deles, é fato que o nosso modo de ver o mundo é diferente, o contexto é outro! Nisso percebemos o conflito de gerações, mas não esqueça que devemos todo respeito aos nossos pais, e isso nem de longe quer dizer que somos melhores que eles ou que estamos prontos para tomar decisão sem a ajuda deles. Apenas significa que ao ouvirmos os seus conselhos devemos fazer a "tradução" para a nossa atualidade. Afinal, você acha que o conselho dos seus pais tem valor?
 
AUXILIO PEDAGÓGICO
"Para seu filho adolescente, as experiências dele são únicas, ele acha que ninguém vivenciou questões semelhantes. Portanto converse com sabedoria, não tente ser sabichão e respeite suas inquietações e sentimentos. O que você sentiria se seu melhor amigo estivesse sempre apontando suas falhas, implicando com você por causa de assuntos delicados, dando lição de moral e -querendo lhe ensinar como viver a sua vida?  Transmita os seus valores ao seu filho adolescente de forma clara, referindo-se a atos específicos, dizendo a seu filho que o que ele fez afetou a você.

Envolva os seus adolescentes na igreja e garanta que eles tenham acesso a outros adultos ou companheiros que aceitem os mesmos valores que você. Conheça os amigos dos seus filhos e ore para que os valores que lhes f oram ensinados na infância sejam mais fortes do que os lhe são apresentados na escola ou no trabalho.

Por fim ajude o seu filho adolescente a crescer. Embora para você ele sempre será como uma criança, diante de Deus e dos homens ele deverá ser adulto e maduro, respondendo pelos seus atos. Fale, aconselhe e proteja-o quanto puder das drogas, da delinquência, da violência e do comportamento sexual de risco. Seja seu aliado, dê a sua ajuda com empatia, cerque-o de oração e promova um encontro pessoal dele com Jesus (Cruz, Elaine. Amor e Disciplina para Criar Filhos Felizes. Rio de Janeiro: CPAD, 2012,pp.162,63).

Meu amigo fala uma coisa e meus pais dizem outra. E agora?

Um dia chegará a grande situação: o conselho de um amigo é contrário ao conselho dos seus pais. E agora?

Os amigos nem sempre vivem os mesmos valores que você, e nem sempre são cristãos. Tenha cuidado, pois a Bíblia nos ensina que as amizades podem nos influenciar positivamente, mas também podem nos influenciar negativamente. Infelizmente, você já deve ter visto muitos amigos se perderem, e até mesmo perderem a própria vida devido a influência das amizades. Não existe esse discurso que não tem nada a ver andar com fulano", a verdade é que as más companhias podem sim nos levar para o mau caminho.

Saiba que os seus pais sempre querem o melhor pra você e suas experiências poderão lhe ajudar a tomar suas próprias decisões. Não se arrisque contrariando o conselho dos seus pais. Lembre-se: Deus ama aquele que honra e obedece aos seus pais.

AUXILIO PEDAGÓGICO
Lembre-se sempre, e lembre seus filhos também, que os filhos precisam ser os melhores amigos das crianças. Assim sendo, ofereça opções de companheirismo, como realizar uma pescaria, passear no zoológico ou num shopping, assistirem a um jogo juntos, e até brincar de casinha com os filhos.

Se você tem mais de um filho, já percebeu que os filhos de idades próximas costumam brigar mais, mas também brincam mais juntos, já que os interesses são semelhantes. Ainda assim, não importa a diferença de idade: ensine e incentive seus filhos serem amigos e cúmplices, pois relação filial (entre irmãos) é que forma nos filhos habilidade de trocar, negociar e partilhar. Também os prepara para convivência com os pares, primeiramente os irmãos, passando pelos amigos da rua e da escola, e chegando até os membros da igreja, e aos futuros colegas de trabalho e sócios na vida professional (CRUZ, Elaine. Amor e Disciplina para Criar Filhos Felizes. Rio de janeiro -, CPAD, 2012, pp.212,13).

Conclusão
A vida é ainda melhor para ser vivida com amigos e Deus já nos deu a nossa família como amigos fiéis e companheiros, pelos quais podemos pedir conselhos com segurança. Que nós possamos ser uma influência divina na vida dos nossos amigos, e que possamos rejeitar tudo aquilo que for influência contrária à vontade de Deus.
 
RECAPITULANDO
Esse mundo com suas dificuldades e conflitos se torna muito mais fácil de viver quando temos amigos verdadeiros.

Você como adolescente cristão, deve tornar sua relação de amizade com seus pais um canal de bênção para sua vida. Seus pais devem ser seus melhores amigos, neles você pode confiar, sabendo que seus conselhos servirão para lhe ajudar. Por mais que você seja esperto e inteligente, a experiência de vida é de muita importância para entender a vida e principalmente tomar decisões. Porém, saiba que os seus pais querem o melhor para você e as suas experiências de vida poderão ajudá-lo a tomar decisões.

REFLETINDO
1. Quais são as atitudes de um bom amigo?
R: Pessoal.
2. Você se considera um bom amigo?
R: Pessoal.
3. Você e seus pais são amigos? Que tal se dedicar a melhorar esta relação?
R: Pessoal.
Fonte: Lições Bíblicas de Adolescentes – 2° trimestre de 2018, CPAD – Divulgação: Subsídios EBD



 
Top