{ FECHAR }

CLIQUE AQUI


1 - Devemos preparar verdadeiros banquetes para servir aos nossos irmãos quando for da nossa responsabilidade ministrar-lhes a Palavra de Deus.
Que o alimento que estamos servindo seja digno de um banquete real: "Levou-me à sala do banquete, e o seu estandarte em mim era o amor" (Ct 2.4). Nunca devemos deixar de colocar sobre a mesa da Palavra o nosso melhor alimento, preparado com ingredientes da despensa do Céu. E que esse alimento seja sempre novo, e nunca comida requentada.
Que os ouvintes, quando ouvirem que é você que vai pregar, saibam, por experiências anteriores, que serão nutridos com uma generosa porção do Pão da vida: "Porque o pão de Deus é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo. Disseram-lhe, pois: Senhor, dá-nos sempre desse pão. E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome; e quem crê em mim nunca terá sede" (Jo 6.33-35).



2 - Ao sermos honrados com a grandiosa oportunidade de pregar a Palavra de Deus, ao nos posicionarmos diante da congregação, jamais devemos esquecer que estamos ali para pregar a Palavra de Deus, e não tão somente nossas palavras. Durante toda a mensagem, a voz é sua, os argumentos são seus, mas existe a parte de Deus e a parte do homem.

A parte de Deus é tão importante que o pastor deveria anunciar o pregador usando os seguintes termos: "Com a palavra, a Palavra", e não "com a palavra o pastor ou o pregador fulano de tal". Quem vai falar é o Espírito Santo através da instrumentalidade do pregador (Jo 16.8).

Durante toda a entrega da mensagem, não devemos esquecer que não serão as nossas eloquentes palavras que tocarão os corações dos nossos ouvintes.
A pregação não é do pregador, mas vem de Deus através do pregador. É no exercício de pregar a Palavra que os ouvintes são tocados. Paulo admoestou seu discípulo Timóteo: "Prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina" (2 Tm 4.2 ARA). O tesouro (a Palavra de Deus) está em um vaso de barro (o homem): "Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós" (2 Co 4.7).



3 – Evite palavras difíceis
Muitas vezes não alcançamos o coração e o entendimento dos nossos ouvintes porque falamos palavras difíceis. As palavras sobrevoam suas cabeças, passam à altura de seus ouvidos, mas não descem aos seus corações.
Parece que queremos muito mais impressioná-los com nossa cultura do que entregar-lhes uma mensagem da Palavra de Deus que eles entendam, que eles digiram, da qual eles possam tirar total proveito. Não nos empenhamos com todo o nosso esforço para que eles voltem às suas casas sentindo-se alimentados, prontos para colocar em prática o que ouviram, e glorificando a Cristo e não ao pregador: "Todavia eu antes quero falar na igreja cinco palavras na minha própria inteligência, para que possa também instruir os outros, do que dez mil palavras em língua desconhecida" (1Co 14.19). Deixemos de pregar no difícil idioma do "teologuês".

4 - Não devemos esquecer que temos a obrigação, perante a Noiva do Senhor, de tornar compreensível nossa mensagem. Portanto, devemos comunicar-nos de maneira apropriada, alcançando o nível cultural dos ouvintes que nos ouvem, falando de modo simples, claro, direto, com o coração transbordando do amor e da graça de Deus.

5 - Nós, pregadores do evangelho, jamais devemos esquecer que os 40 ou 50 minutos de tempo que empregamos ministrando a Palavra de Deus são naquele dia, para muitos crentes, o único momento em que eles tomam contato com a Palavra viva e eficaz, que pode mudar suas vidas e os alimentar até a próxima ministração. Portanto, devemos nos debruçar e trabalhar sobre a melhor porção da Palavra que o Espírito Santo nos inspirar, e preparar a nossa melhor mensagem que conseguimos até ali. Deste modo, estaremos sempre subindo, degrau por degrau, a escadaria da excelência: "Antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja a glória, tanto agora como no dia eterno" (2 Pe 3.18).

CURSOS BÍBLICOS PARA VOCÊ:
1) Curso: Preparação e Pregação de Mensagens Bíblicas - Clique Aqui
2) Curso de Formação de Missionários Clique Aqui
3) Curso de Qualificação MinisterialClique Aqui
4) Curso Básico em Teologia - Clique Aqui
5) Curso de Secretariado para Igrejas Clique Aqui
6) Capacitação de Professores da Escola Dominical Clique Aqui
7) Curso Avançado de Escatologia Bíblica - Clique Aqui

ESTUDE A BÍBLIA À DISTÂNCIA

Fonte:  Bíblia para Pregadores e Líderes – Geziel Gomes, Ed. Central Gospel

Postar um comentário

ESCREVA UM COMENTÁRIO SOBRE O QUE VOCÊ LEU NESTA PÁGINA



 
Top