FECHAR <----

CLIQUE AQUI
 

Joseph F. Rutherford
Russell faleceu em 1916, assumindo a presidência Joseph F. Rutherford. Foi eleito pela organização em 06/01/ 1917. Ele reorganizou a STV, levantando-a das cinzas. A transição de Russell para Rutherford foi de grande anarquia na organização das Testemunhas de Jeová. A publicação da suposta obra póstuma de Russell, intitulada The Finished Mystery (O Mistério Consumado), o sétimo volume de Estudos das Escrituras, publicado por Russell, serviu como meio de consolidar em torno de si o domínio e o controle da organização.
§  Lições Dominical da para a Classe dos Adultos, Aqui
§  Lições Bíblica para os Jovens, Aqui
§  Subsídios Bíblicos para as Lições, Aqui

Uma das razões de Rutherford publicar o livro O Mistério Consumado foi para provar para os membros da Torre de Vigia que ele era sucessor legítimo de Russell. O que não era verdade, quem de fato escreveu o tal livro não foi Russell e nem o próprio Rutherford. O livro foi escrito por Clayton J. Woodworth e George H. Fischer. Russell havia feito um testamento em 1907, publicado na revista A Sentinela de 1° de janeiro de 1916. Nele passou, ainda em tempo, a direção de sua organização para uma comissão chamada de Comissão Editora, formada por cinco homens, e Rutherford não era um deles, Russell apenas o colocou como suplente.

Depois Rutherford destituiu esses cinco membros para que pudesse reinar sozinho. Esse golpe de Rutherford causou grande dissidência e divisão do movimento. Ainda hoje existem os auroristas, que seguem a linha de Russell.

Veja também:
·          Heresia e SeitaAqui
·          Alerta Contra os Falsos Mestre e suas Heresias - Aqui
·          Charles Taze Russell – Síntese da história - Aqui

Tão logo assumiu a presidência da STV, em virtude dos violentos ataques ao governo americano nos editoriais da revista Watchtower, a organização foi dissolvida por determinação judicial, Rutherford com os demais diretores da STV foram presos, julgados e condenados, cumprindo pena na Penitenciária Federal de Atlanta, até que o processo foi revisto e eles foram postos em liberdade. Isso o levou a posição de herói aos olhos dos Estudantes da Bíblia, como eram chamados na época os seguidores da STV. Rutherford soube tirar proveito disso e assim conseguiu se projetar tornando num "santo homem de Deus", e, como disse William J. Schnell: "Essa auréola não o abandonou até ao dia de sua morte (1942)". Isso fez dele o homem mais poderoso da organização.

Rutherford implantou no seu movimento o sistema que destrói o individualismo das pessoas. Por isso que ainda hoje as Testemunhas de Jeová são proibidas de pensarem por si mesmas, o que as autoridades do movimento chamam de "ideias independentes". Os líderes da STV pensam por elas. Foi em 1920 que as Testemunhas de Jeová iniciaram suas atividades no Brasil, ainda na época de Rutherford.

O nome "Testemunha de Jeová"

O nome "Testemunha de Jeová" foi dado por Rutherford no congresso deles em 1931, em Columbus, Ohio, EUA. Antes eram conhecidos como Estudantes Internacionais da Bíblia. Ainda hoje as Testemunhas de Jeová pensam que a expressão "vós sois minhas testemunhas, diz o SENHOR", de Isaías 43.10, é uma referência aos membros da Sociedade Torre de Vigia, pois assim elas aprendem nos salões do reino. Mas uma leitura cuidadosa nos versículos seguintes revela que a mensagem diz respeito ao povo de Israel. Essa passagem bíblica de Isaías é usada como fundamento do nome que o movimento usa. Rutherford emplacou a falsa ideia de que a STV é a representante visível do reino de Jeová no mundo.

SOARES, Esequias. Manual de Apologética Cristã: Defendendo os Fundamentos da Autêntica Fé Bíblica. 2ª edição de 2003. CPAD. Divulgação: Subsídios EBD

Postar um comentário

ESCREVA UM COMENTÁRIO SOBRE O QUE VOCÊ LEU NESTA PÁGINA


 
Top