FECHAR <----

CLIQUE AQUI

Lição Bíblica de Adolescentes
Trimestre: 3° de 2019
Editora: CPAD
Revista do Professor
Reverberação: Subsídios EBD
Outras Lições: Acesse Aqui
TEXTO BÍBLICO
1Samuel 16.1-13
Destaque
"Samuel pegou o chifre cheio de azeite e ungiu Davi na frente dos seus irmãos. E o Espírito do SENHOR dominou Davi e daquele dia em diante ficou com ele. E Samuel voltou para Rama" (1Sm 16.13).

LEITURA DEVOCIONAL
SEG.....................................................................1Sm 16.7
TER.....................................................................Pv 3.32
QUA.....................................................................Sl 4.3 QUI.....................................................................1Sm 16.23
SEX.....................................................................1Sm 17.45
SÁB.....................................................................Sl 7.10
DOM....................................................................Rm 8.33
Objetivos
Estimulara comunhão e a intimidade com Deus;
Ensinar que Deus exalta os pequenos e desprezados;
Mostrar as formas que Deus.


Material Didático
Lousa, roteiro de perguntas para a dinâmica sugerida no quadro "Quebrando' a rotina"; doces, chocolates para premiar os alunos na atividade.
Quebrando a Rotina
'Você pode fazer uma dinâmica com a classe, por exemplo: perguntas e respostas rápidas, pesquisando na Bíblia.

Divida a sala em grupos, nomeando-os, como se fosse uma gincana. Faça um roteiro de perguntas concernente à História de Davi e estabeleça uma regra na dinâmica perguntando uma vez para cada grupo.
Cada um terá a chance de responder ou passar a pergunta para o outro. Conforme os grupos forem respondendo e acertando do, vã marcando os pontos no quadro.
Lições Bíblicas, classe: Jovens

Lições Bíblicas, classe: Adultos

Lições Bíblicas, classe: Adolescentes

Espere apenas minuto para as respostas. Isso estimulará o raciocínio, a memória e os levará a procurar as respostas na Bíblia o mais rápido, possível. De preferência, leve uma caixa de bombons, ou algo do tipo para premiar o grupo que mais fizer pontos. Você pode reservar um tempo da aula para essa atividade interativa, lembrando sempre do planejamento prévio e da organização do tempo.

ESTUDANDO A BÍBLIA
As vezes, nós somos escolhidos para funções as quais nem imaginávamos fazer um dia. Todavia, quando fazemos a vontade de Deus, tudo o que aprendemos e vivemos faz sentido em nossa existência. Então, vemos as experiências da vida cooperarem para que chegássemos onde estamos hoje. Por exemplo, talvez você nunca pensou que a faculdade que, pela bondade do Pai, você fez, pudesse ser usada no Reino de Deus. Além do mais, o Senhor utilizou meios para capacitá-lo às coisas maiores e colocá-lo em lugares que jamais imaginou chegar.

Caro professor, o dom de ensinar é exclusivo! Não é qualquer um que Deus escolhe para exercer tão nobre função. Você foi escolhido sim, não despreze o dom que há em ti! Antes, plante sementes para florescer um lindo jardim por intermédio de suas mãos. Seus alunos serão as flores que desabrocharão mundo afora, pois a água que você usa para regá-los vem de uma fonte eterna e transbordante.

Vamos aprender com mais essa história, que Deus quando escolhe alguém para sua obra, não considera a aparência, a força, a beleza, ou mesmo os conceitos humanos. Antes, Deus olha para o coração, uma vez que somente o Senhor conhece o que há dentro de cada um de nós. Foi desse modo que Ele escolheu Davi.

A necessidade de um novo rei para Israel
O rei que estava governando Israel nesse período era Saul. Ele foi ungido pelo profeta Samuel (1Sm 10). Entretanto, com o passar do tempo, não permaneceu fiel aos preceitos de Deus. Por muitas vezes, o Senhor mandava o profeta Samuel repreendê-lo, mas de nada adiantava. A Bíblia afirma que "o SENHOR Deus se arrependeu de ter colocado Saul como rei de Israel" (1Sm 15.35b).
Com isso, surge a necessidade de outro rei para governar o povo de Deus. Alguém que fosse justo e obediente em tudo ao Senhor. Em razão disso, Deus escolheu um jovem pastor a quem todos desprezavam para ungir rei. Assim, Davi foi escolhido bem cedo e, somente quando adulto, após alguns anos, é que veio a se tornar rei de Israel.

Do mesmo modo, você também foi escolhido para servir sua geração, meu caro adolescente! Embora muito jovem, o Senhor escolheu você para um propósito específico em sua obra. £ se Deus o escolheu, tudo quanto Ele falou há de se cumprir em sua vida.

AUXÍLIO TEOLÓGICO
"O nome Davi pode significar 'amado', do hebraico do dodi (cf. Jedidias, 'por amor do Senhor' ou 'porque o Senhor o amava', 2 Sm 12.25). Algumas décadas atrás, alguns estudiosos pensavam que esse nome poderia ser um título, como 'capitão'. [...] Davi nasceu em Belém de Judá, uma cidade cerca de 10 quilômetros ao sul de Jerusalém. Era a cidade de Boaz e Rute, que tornou-se mais conhecida como cidade natal de um filho de Davi, o Messias de Israel.

Davi era o caçula de uma família de dez filhos (1Sm 16.10,11; 1Cr 2.13-16 relacionam apenas nove, talvez um filho tivesse morrido na infância). Os nomes de seus irmãos eram Eliabe (Eliú), Abinadabe, Siméia, Natanael, Radai e Ozém. Os nomes de suas irmãs eram Abigail e Zeruia. De acordo com 2 Samuel 17.25, essas meninas eram filhas de Naás. Aparentemente, a mãe de Davi teve essas filhas em um casamento anterior, e seu nome é desconhecido. Seu pai Jessé, era um ancião rico e muito respeitado em Belém, e que reivindicava ser da linhagem de Boaz. Davi era um filho da velhice de Jessé (1Sm 17.12)" (Dicionário Bíblico Wycliffe. CPAD, 2010, pp.525,26).
 
O menor de seus irmãos
Deus ordenou ao profeta Samuel ir até a casa de Jessé, o belemita, pois dentre os seus filhos, Ele havia escolhido um rei. Para que Saul não desconfiasse, o Senhor instruiu o profeta a dizer ao rei que iria oferecer sacrifícios em Belém. Junto com ele, estaria Jessé e seus filhos (Sm 16.1-3).
Tendo chegado ao locai, Samuel viu Eliabe, um dos filhos de Jessé, e achou que estava diante do "escolhido": "Mas o SENHOR disse: — Não se impressione com a aparência e nem com a altura. Eu o rejeitei porque não julgo como as pessoas julgam. Elas olham para a aparência, mas eu vejo o coração" (1Sm 16.7).

E Jessé apresentou todos os demais filhos, e a todos o profeta dizia: "O Senhor não tem escolhido estes" (1Sm 16.10). Por fim, Samuel perguntou a Jessé se havia acabado todos os moços, e ele respondeu: "Tenho mais um, o caçula, mas ele está fora, tomando conta das ovelhas" (1Sm 16.11). Imediatamente, o profeta mandou chamá-lo. Davi se apresentou a Samuel e, diz a Bíblia, era "um belo rapaz, saudável e de olhos brilhantes" (1Sm 16.12). No mesmo instante, o Senhor mandou Samuel levantar e ungir o moço, pois era este o escolhido (1Sm 16.12,13).

Assim, Deus não vê como o homem. O Senhor escolheu a Davi porque era um jovem segundo o coração de Deus. Quantas vezes você já se menosprezou ou se intitulou pequeno demais para ser escolhido por Deus? O Criador não hesita em trabalhar contra a regra geral. Ele escolhe os humildes e desprezados para exaltá-los, colocando-os em um lugar de honra, como fez com o pequeno Davi.

A unção de Deus na vida de Davi
Após Samuel ungir a Davi, o Espírito de Deus se apoderou dele de tal maneira que o jovem passou a ter uma comunhão ainda mais especial com Deus. Certa vez, Saul estava atormentado por um espírito mau (1Sm 16.15) e era necessário trazer alguém que soubesse tocar harpa para que o rei se acalmasse (1Sm 16.17,18). E Saul deu ordem para que buscassem a Davi. O jovem pastor tornou-se seu pajem de armas e o rei o amou muito, a ponto de pedir a Jessé, seu pai, que deixasse Davi perante ele. Assim, todas as vezes que o espírito mau vinha sobre Saul, Davi tocava sua harpa e o rei se acalmava.

A história nos lembra ainda que Davi enfrentava ursos e leões para defender suas ovelhas (1Sm 17.34-37). Do mesmo modo derrotou o gigante Golias quando todo o exército israelita o temeu (1Sm 17.23-58). A unção de Deus sobre a vida do jovem enchia-o de coragem e ousadia. Mas ele não deixava de ser um adorador sensível e sincero que expulsava o mal ao tocar sua harpa.

Querido adolescente, certamente você também tem a unção de Deus em sua vida. Talvez, você ainda não saiba, mas o Senhor quer que você o busque intensamente a cada dia. Pois Ele o ungirá para a realização de grandes coisas em seu reino.

AUXÍLIO TEOLÓGICO
Davi prevaleceu contra o filisteu.
A vitória de Davi sobre Golias resultou da sua fé em Deus: a fé está já testada e comprovada na sua vida. Podemos identificar cinco fatores específicos conducentes ao seu triunfo:

1. Davi tinha seu coração entregue a Deus (16.7), e assim buscava continuamente a Deus e a sua face (cf. 1Cr 16.10,11; SI 27.8).

2. Davi tinha um carinhoso e profundo zelo pela honra e reputação do Senhor Deus de Israel (vv.26.36,46). Ele percebeu que Golias estava afrontando não somente os exércitos de Israel, mas o próprio Senhor Deus.
3. A confiança de Davi no poder do Senhor foi fortalecida pela sua lembrança das ocasiões anteriores em que ele clamara a Deus por livramento e o recebera (vv. 34-37; cf. SI 29.3,4).
4. Davi confiava, não em si mesmo, mas em Deus, para obter a vitória sobre Golias e os filisteus (vv.37.45-47; SI 33.16,17; 44.6,7; Os 1.7).
5. O Espírito do Senhor veio poderosamente sobre ele (16.13;Zc 4.6).

Sempre que os filhos de Deus enfrentarem problemas e situações parecendo intransponíveis, esses gigantes podem ser derrotados, se exercermos fé como Davi, e se dependermos do poder do Espírito Santo (Ef 3.20,21; Fp 4.13)" (Bíblia de Estudo Pentecostal. CPAD, 1995, p.459).

Um homem segundo o coração de Deus

Davi era um homem segundo o coração de Deus, pois ele agradava ao Senhor em tudo. Não foi à toa que Deus o escolhera para ser rei de Israel. Davi era sincero com Deus, até mesmo em suas fraquezas e necessidades. Além de temente e obediente à vontade divina, o jovem era fiel, corajoso e confiante, tanto que a maioria dos Salmos que compôs relata suas fraquezas e confiança plena no Senhor. No entanto, o jovem Davi não deixava de louvar a Deus reconhecendo a grandeza do Criador.

Os feitos de Davi eram justos perante o Senhor, e ele reinou em Israel por 40 anos. Embora tenha sido ungido muito novo, somente com 30 anos a promessa veio a se cumprir em sua vida. Claro que, na época, Saul sentiu ciúmes e raiva pelo fato de Deus tê-lo abandonado e escolhido a Davi, de quem se tornou um inimigo mortal. No entanto, essas coisas eram consequências dos próprios atos de Saul.

Apesar de ter sido fortemente perseguido por Saul e outros inimigos, Davi não desistiu de sua chamada para governar o povo do Senhor, nem de lutar contra os seus opositores. Que possamos aprender com Davi a viver uma vida de comunhão com o Senhor e não temer as hostilidades. Antes, devemos vencer as batalhas diárias para glória do Senhor Jesus.

AUXÍLIO DIDÁTICO
Caro professor, nesse momento da aula, é importante que você converse com seus alunos a respeito da intimidade deles com Deus. Ser uma pessoa honesta, que fala a verdade e faz o que é justo, é agradável ao Senhor.

Embora ainda sejam adolescentes, é importante que saibam, desde cedo, que Deus ama a justiça no íntimo, e, como seguidores de Cristo, eles devem dar um bom testemunho da Palavra de Deus entre as pessoas que ainda não conhecem o Caminho da Verdade, seja na escola, na família, na vizinhança, no seu bairro etc. Destaque também que, assim como Davi foi escolhido e se tornou um grande homem de Deus, o Senhor também os escolheu para uma grande obra, e tudo o que Deus espera é que eles sejam humildes, sinceros e obedientes à voz de Deus. Davi enfrentou muitas batalhas, a fim de que Deus o colocasse como rei de Israel, mas o Senhor foi com ele em todos os momentos. Do mesmo modo, o Senhor também é conosco em todas as adversidades que enfrentamos durante a nossa adolescência.

Conclusão
A história do jovem pastor Davi nos ensina muitas lições. Além de ter se tornado o maior rei de Israel, conquistou muitas vitórias para o povo de Deus. Seu coração sincero e humilde agradava ao Criador. Embora tenha cometido alguns erros irreparáveis, Davi se arrependeu de coração e Deus nunca o desamparou. Caro adolescente, Deus também te escolheu! Não duvide da sua chamada e da sua capacidade, pois o Senhor deseja realizar grandes coisas através da sua vida!

RECAPITULANDO
O jovem Davi foi escolhido dentre os seus irmãos para cumprir i propósito divino sobre Israel. Embora os demais jovens, de acordo com o olhar humano, aparentassem mais capacidade para cumprir a função de rei, não estavam conforme o olhar divino. Por outro lado, Davi sendo humilde e desprezado por sua própria família, era o rei que Israel precisava. Mas o que, de fato, agradava a Deus em Davi, era a sua intimidade, comunhão e obediência para com o Senhor.
O jovem pastor era da linhagem de Abraão. Davi era bisneto de Boaz e de Rute. Lembram da história de Rute?
Ele também faz parte da genealogia de Cristo, que nos evangelhos é tratado como "o filho de Davi" e "Leão da Tribo de Judá". Todas essas expressões são referências à linhagem de Davi (Mt 1.1). Portanto, o que era desprezado e tido como maldição se tornou uma referência de benção para todas as nações por meio de Cristo Jesus. Seu exemplo e intimidade com Deus devem ser imitados. Quantos de nós não gostaríamos de ser chamados também de "homem ou mulher segundo o coração de Deus", não é verdade?
 
Refletindo
1. Fale sobre a importância de Deus chamar alguém para sua obra.
Resposta livre. Entretanto, após a lição você deve ter munido o aluno de todas as informações necessárias para ele dissertar sobre a importância de Deus chamar pessoas para sua obra.
2. Você já julgou alguma pessoa pela aparência? Resposta pessoal.
3. Você é um adolescente segundo o coração de Deus? Resposta pessoal.



 
Top